Ultimas postagens.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Avião que caiu no Amazonas tinha ouro avaliado em R$ 1,5 milhão.

Na última quinta-feira (17), barras de ouro avaliadas em R$ 1,5 milhão foram encontradas em meio aos destroços do avião que caiu na comunidade São Francisco do Paí, no rio Arari, zona rural de Itacoatiara, na divisa com o município de Urucurituba, no interior do Estado. O acidente aéreo ocorreu na manhã da última quarta (16) e, ontem, corpos de duas vítimas fatais foram resgatados.



Conforme o delegado Paulo Cesar Barros Filho, titular da Delegacia de Itacoatiara, um homem que disse ser dono do ouro e que havia alugado a aeronave foi visto pelos policiais tentando retirar dos destroços uma caixa de ferramentas e, dentro dela, havia 9,5 quilos de ouro em barras. O homem foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos. “Ele não estava na aeronave. Ele está tentando provar que é o dono das barras”, disse.

Ontem, corpos de duas vítimas fatais do acidente foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros e identificados pelo Instituto Médico Legal (IML). São eles Antônio Renan Azevedo, de 28 anos, o piloto, e José de Souza Oliveira, de 46 anos. Os destroços do avião foram encontrados por moradores da comunidade, que acionaram a polícia.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o avião havia decolado de Itaituba, no estado do Pará, às 7h10 de quarta-feira (16) com destino ao Aeroclube de Manaus. A previsão era de que o avião pousasse por volta de 7h55. As causas do acidente estão sendo investigadas.

Dono de garimpo

O homem visto tentando retirar dos destroços do avião uma caixa com as barras de ouro foi conduzido para prestar esclarecimentos na delegacia de Itacoatiara e, hoje, vai ser levado para a sede da Delegacia Geral, em Manaus. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o homem, que não foi identificado, disse ser dono de garimpos no Amazonas e no Pará. Ele afirmou ter alugado a aeronave.

“Se for provado que ele é dono das barras de ouro, ele vai ser liberado. Caso contrário, se ele não conseguir comprovar, vai ser instaurado um inquérito para investigar o caso”, disse o delegado Paulo Cesar Barros Filho. As barras de ouro também foram encaminhadas para a sede da Delegacia Geral.


Portal do Oeste News
(Com informações do portal A Critica)