Ultimas postagens.

quinta-feira, 8 de março de 2018

Morre na UTI do HMS paciente com suspeita de leptospirose em estágio avançado.


Wesley da Costa foi internado no dia 6 de março, mas não resistiu as complicações. HMS colheu material para confirmação da doença.

O paciente que estava com suspeita de leptospirose morreu na manhã desta quinta-feira (8) no Hospital Municipal em Santarém, no oeste do Pará. Segundo a unidade hospitalar, Wesley da Costa Moita, de 34 anos, deu entrada no hospital no dia 6 de março com sintomas da doença em estágio avançado e foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Wesley recebeu atendimento médico e foi tratado pela equipe de infectologistas, mas não resistiu às complicações. Ainda de acordo com o HMS, o resultado da sorologia, que indica a presença da bactéria no corpo, demora em média cinco dias para sair, portanto a doença ainda não pôde ser confirmada. A unidade hospitalar lamentou a morte do paciente.

Leptospirose


A doença é infecciosa e transmitida ao homem pela urina de roedores, principalmente por ocasião das enchentes, comuns na região neste período do ano. Qualquer pessoa que tiver contato com a água ou lama pode contrair a leptospirose.

Os principais sintomas são:

febre
dor de cabeça
dores pelo corpo
vômitos
diarreia
tosse
pele e olhos amarelados (forma mais grave da doença)
sangramento (forma mais grave da doença)
alterações urinárias (forma mais grave da doença)

Segundo o Ministério da Saúde, “os casos leves são tratados em ambulatório, mas os casos graves precisam ser internados. A automedicação não é indicada, pois pode agravar a doença”.


Port@l do Oeste News.
G1 Santarém.