Ultimas postagens.

sábado, 24 de março de 2018

Mãe itaitubense é denunciada por maus tratos e se defende de acusações.


A mãe queimou a mão do filho com uma colher; Ao Giro ela contou os motivos e se defendeu de algumas acusações.

Fotos que circularam em diversos grupos de Whatsapp a partir da última quarta-feira (21) assustaram muitas pessoas, trata-se das mãos de uma criança, de oito anos de idade, com fortes marcas de queimaduras.

A queimadura foi feita pela própria mãe, a jovem Emily Braga, usando uma colher quente. Ela contou ao portal Giro que o fato aconteceu em forma de punição. Segundo ela, o filho vinha cometendo o erro de rotineiramente se apossar de objetos que não lhe pertenciam, e após muitas brigas ela achou correto aplicar uma punição física com consequências maiores.

Ainda segundo a mãe, as queimaduras foram feitas na última quinta-feira (15) e tudo foi descoberto por sua irmã, tia da criança, durante um passeio.

Ao ser questionada do fato de muitas pessoas afirmarem que ela costuma maltratar do filho constantemente, Emily nega e diz que todas as pessoas que convivem com eles sabem do amor e carinho que ela tem com os dois filhos, diz ainda que faz questão de publicar todo esse amor nas redes sociais diariamente.

Emily contou, emocionada, que está bastante arrependida do que fez, principalmente pelo fato de toda a repercussão negativa do caso, e também está com muito medo de perder a guarda do filho, que diz, ter criado sozinha.

O Giro também conversou com a madrasta da criança que contou que o fato chegou até o pai na última segunda-feira (19) e que o mesmo ficou bastante revoltado com a crueldade da ex-mulher. Ele procurou a delegacia e o Conselho tutelar e fez a denúncia.

A mãe do menino, por enquanto, está sem a guarda do filho, ela corre o risco de perder definitivamente após todo o processo. A criança está provisoriamente com a avó, mãe da acusada. Ela aguarda intimação para contar a sua versão da história na delegacia da Mulher.

O caso trouxe uma grande discussão, até onde vão os limites de uma punição à um filho? será que punições físicas são as mais eficientes? Antigamente era uma atitude considerada “normal”, hoje qualquer dano físico à uma criança pode se configurar crime, no artigo 136 do Código Penal.

Port@l do Oeste News.
Fonte: Portal Giro.